PEDAGOGIA WALDORF EM CAMPINAS - SP

Pedagogia Waldorf em Campinas - Ensino Infantil - Ensino Fundamental - Matrículas Abertas - Agende uma visita aqui

Futuro Veredas

Ontem à noite, depois da incansável reunião de professores que acontece toda quinta-feira, um grupo de valentes persistiu na escola até as 20h! O motivo e ideal é o FUTURO VEREDAS, movimento que busca coletivamente encontrar os rumos de nossa escola. Dia 30 é dia de falar sobre isso! Participe!


Viva São João!

Querida comunidade, queridos(as) e bem vindos(as) visitantes!

Neste sábado, 14 de junho de 2014, aconteceu mais uma FESTA DE SÃO JOÃO, preparada com todo o carinho! Gratidão a todos(as) os(as) envolvidos(as)!


Cantinho Literário

Reconciliação

A paixão traz a dor! — Quem é que acalma
Coração em angústia que sofreu perda tal?
As horas fugidias — para onde é que voaram?
O que há de mais belo em vão te coube em sorte!
Turbado está o espírito, o agir emaranhado;
O mundo sublime — como foge aos sentidos!

Mas eis, com asas de anjo, surge a música,
Entrelaça aos milhões os sons aos sons
Pra varar, lado a lado, a alma humana
E de todo a afogar em eterna beleza:
Marejado o olhar, na mais alta saudade
Sente o preço divino dos sons e o das lágrimas.

E assim aliviado, nota em breve o coração
Que vive ainda e pulsa e quer pulsar,
Pra ofertar-se de vontade própria e livre
De pura gratidão pela dádiva magnânima.
Sentiu-se então — oh! pudesse durar sempre! —
A ventura dobrada da música e do amor.

Johann Wolfgang von Goethe

("Últimos Poemas do Amor, de Deus e do Mundo" - Tradução de Paulo Quintela)

Memória Veredas

Em 2012 o nono ano criou um autor coletivo, o poeta chamado Jegal Pajamc (nome formado com as iniciais dos nomes dos alunos). Entre suas obras está o poema abaixo, revivido aqui no nosso blog através deste espaço chamado MEMÓRIA VEREDAS. Desfrutem!


SEM TÍTULO
Jegal Pajamc

E é exatamente por este motivo,
que somos o que somos.
Palavras sem sentido.
E é por isso que erramos,
sem título, sem novidades,
mas com uma mensagem.
Mensagem difícil de distingui-la,
enviada por equações, sentimentos e pulsos.
Não somos máquinas para chegar à mensagem exata.
Deslizo-me e corro minhas mãos pela parede cristalina.
A música é como magia,
totalmente sem sentido.

Homenagem

Renascimento

Assim como uma fênix,
que depois de morta,
renasce das cinzas,
pois até na queda de Roma,
o amor estava presente,
o tempo passa e as coisas mudam...
A vida é feita de mudanças e de esperança.
Algo novo surge, se ergue mais forte,
apesar das dificuldades.
As forças do renascer, 
estão dentro de nosso ser.
Somos a fênix da vida.
Tudo se transforma,
nada que acontece é por acaso.
E quando tudo parece acabar,
devemos recolher os estilhaços e recomeçar,
mas é preciso ter fé, força e coragem.
O pilar que sustenta a estrutura,
permanece sempre forte:
um abraço forte, confortante,
carinhoso e aconchegante.
Se a dor é inimiga predominante,
farei dela amiga confidente.
Pra andar a gente cai, machuca e levanta,
mas no final a gente aprende.
Renascer é coragem de escolher nova vida.

Que o renascimento esteja sempre em vosso ninho.

Com amor e carinho, para prof. João e sua família.

Magali Van Spit
(Pseudônimo coletivo do 10o ano - 20/03/2014)